extremos

...Não deveria ser tão complicado.
Abrace-me e então... abrace-me só mais um pouco.
Eu estou tão entregue...
Estou tão assutada que nunca mais serei a mesma.
Você tenta me afastar enquanto me aperta pra junto de você. E mantém suas reticências. E me mantém no tabuleiro.

Se eu não conseguir dormir, você conseguirá?

Eu acho que tentei até aonde pude, mas estou esgotada.

Apenas ligando as coisas... Apenas indo além da pele... Apenas... reagindo...
Eu sou um pouco difícil, eu sei.
E eu acho que meu cérebro está sufocado. Muita fumaça. Muita informação.
Eu não sei por que você mentiria pra mim. E ainda assim vejo mentiras.
Eu sei mentir e sei mentir muito bem. Apenas não me convém viver mentiras. Não com você.
Eu não sei porque você não poderia ficar comigo. Mas aposto que você enumera motivos pra que isso nunca aconteça.
Espero que você pense estar me lendo. Espero falar muito antes que você me entenda. Espero que você acredite em mim, não que me entenda. Seria pedir demais. Cobrar demais.
Você pensa que eu não sou certa pra você. Não cansa de falar das suas dúvidas.
Mas você gosta das coisas que eu faço.
Bem... continue seus jogos e seus caminhos. Eu só espero que eu possa dormir por uma noite.
Se o que eu tenho em mim não é suficiente pra acalmar o seu coração, paciência.
Is what I got...
E é bom porque eu não estou brava...
Eu apenas preciso não pensar mais nisso. Não posso alimentar uma coisa tão importante que simplesmente não existe.
Não pense que eu me contentarei com outro momento vazio.
Não pense que eu possa dar outro sorriso falso e oco.
Não quero tentar outra conversa sobre isso.
Não quero estar em um lugar onde eu não pertenço.
NÃO, eu não quero dormir em uma cama de mentiras.
Então me jogue fora e volte.
Abra todas as portas e saia para o mundo.
Leve sua cabeça ao redor do mundo !
Veja o que você consegue da sua mente. Descreva sua alma palavra por palavra.
Veja quem é seu amigo.
Eu sei que você será rico, apaixonado, feliz...
Mas você não será meu...
Leve sua linha reta para uma curva...
Tente descobrir se isso valeu o que você gastou.
Por que você não está satisfeito com o que está sentindo agora?
É quase como estar livre...
Você sempre diz que tudo pode terminar e provavelmente será culpa minha.
Parece que você se enganou. E me enganou.
E agora preciso te deixar ir... Tenho que te deixar ir...
Nunca ninguém te recusou. Acho que ninguém tentou...
Você é mesmo uma doença. Ainda assim não quero viver sem você.
Mantenha distância de mim. Me esqueça. Eu estou doente...
Você é mesmo uma bagunça. Você é um inferno de Ferrari Black.
Todas as coisas que você faz me marca. Toda a minha vida antes era simples.
E eu só durmo quando chove.
Mas do lado de fora, parou de chover...
Não posso respirar... acho que estou doente.
Mas me deixe assim...
I couldn´t care less...

Um comentário:

Colombina* disse...

Entregar-se é destruídor!

Eu me sinto rendida. Rendida. E, sendo assim, perdida também.
Perdendo-me nos braços que eu mais quero que me abracem... perdida no fundo do poço dos unicos olhos que me trazem tranquilidade.
Não sei mais se devo me jogar no penhasco ou dar um passo pra trás.
Não sei. Simples e triste, assim, sem saber.