sobre as amizades

lendo o meu Dicionário de Idéias e Afins vi quantas palavras estão relacionadas a AMIZADE:
*fraternidade
*irmandade
*cordialidade
*dedicação
*união
*confiança
*afeição
*consideração
*convivio
*simpatia
*estima
*confiança
*amor

são só algumas das palavras relacionadas que escolhi para classificar esse substantivo tão importante e tão confuso na minha vida.

desde que me conheço por gente [gente???] eu sempre tive muitos amigos.
na escola, no ballet [sim, eu fiz ballet] na minha rua, na rua da minha vó... todos me conheciam, eu conhecia todos, alguns gostavam muito de mim, outros nem tanto.
e eu acho que não gostava de ninguém.

não sei se é porque fui criada com o meu primo [que se tem coração guarda muito bem escondido] mas sempre gostei de andar com os meninos... porque eles não se declaravam melhores amigos, mas eram muito unidos e muito independentes... mesmo em meio ao bando.
fora que as brincadeiras dos meninos são muuuuuito mais legais.
odiava brincar de barbie com as meninas. sempre tinha briga pra ver quem tinha mais acessórios e quem tinha o ken mais estiloso...
e como eu pintei e cortei os cabelos de todas as minhas barbies e também não tinha ken [eu roubava o max steal do meu primo] eu sempre era meio excluida sabe.
só porque minha barbie saia bêbada de carro [sim !!! eu tinha o conversível] e batia no salão de beleza da vadiazinha da rua...
brincar com os meninos era brincar DE VERDADE, não de MENTIRA.
era subir no muro e sentir aquele calafrio de saber que se você cair vai ter problemas. jogar taco e suar em bicas pra ganhar daqueles otááários. jogar queimada, futebol, rouba bandeira, tudo descalça e ralar o joelho em um capote histórico no pega-pega...
isso sim é brincar.
que graça tem tomar chá imaginário, com biscoitos imaginários, falando sobre a sua vida imaginária, com seus filhos imaginários entre suas amigas IMAGINÁRIAS?!?
eu queria mais era descer ladeira no carrinho de rolimã empurrada pelo retardado do meu primo numa velocidade que amedrontava até os meninos... e o mais legal era completar o percurso e todos eles se jogarem em cima de mim, como se eu fosse do bando sabe.
acho que por isso eu sempre fui mais amiga dos meninos...
porque os meninos são DE VERDADE. enquanto as meninas são DE MENTIRA.
vivem outra realidade.
se você analizar as crianças vai entender bem o que eu quero dizer.
os meninos são amigos até quando brigam. porque quando brigam falam tudo um pro outro enquanto todos os amigos fazem um circulo esperando que eles se resolvam.
e mesmo que saiam no soco, ninguém se mete. e no dia seguinte estão todos juntos de novo. com o olho roxo, o nariz inchado. mas se resolveram e nunca mais voltarão a falar sobre aquele assunto.
já as meninas falam pra tooodas as meninas e uma delas faz o trabalho sujo de contar pra menina em questão o que a amiga está falando por aí...
daí a menina em questão fala pra tooooodas as meninas que a menina é isso, isso e aquilo. e que é fofoqueira porque não foi falar na cara dela... e bla, bla.
e quando as duas se encontram ficam com cara d ovo amarelo d boteco, se xingando enquanto as amigas se dividem atrás da sua 'amiga preferida'
e depois de muito discutirem vão as duas pras suas casas se achando FO DAS e no dia seguinte não se falam... e ficam nisso até ter uma festinha ou alguma brincadeira que uma dependa da outra de algum modo...
daí elas se desculpam e se abraçam e os grupos voltam a ser um e ai q lindo...
mas nesse tempo, tanta coisa foi dita e feita... que a amizade não será a mesma nunca.

sempre me identifiquei mais com o universo masculino [rá]
porque eles podem mentir e muito pras meninas, defendendo seus interesses. mas entre AMIGOS eles são sinceros.
vejo os homens como CANINOS e as mulheres como FELINOS.
homens tem seus bandos, seus lideres, e são leais entre eles. um por todos e todos por um.
mulheres formam grupos mais amplos e é cada uma por si... quem tem o alimento na mão é seu amo e senhor. até estarem satisfeitas.

p.s. vale salientar que toda regra tem sua excessão. e eu posso muito bem estar enganada.

5 comentários:

Clementine disse...

oquei. oquei. oqueeeei.
respiro fundo.
eu ia comentar desse excelente texto né. e de como nós nos pareciamos.
sim, eu também cortava e pintava o cabelo das minhas barbies enquanto fantasiava ela fodendo com todos os kens. e achava ridiculo o sorriso delas e o kem viver de cuecas.
mas enfim, eu acabei de ler, e me entregar e chorar como a uns tempos não fazia... a:
EXTREMOS.
o texto mais lindo que li aqui.
ou o que mais me tocou.
não perca nada cheri. não perca o jogo. vc não têm nada a perder.

eu adoro vc e nossa sintonia.

israel disse...

muito legal esse texto..


realmente as vezes os homens conseguem ser mais leais e confiaveis..

mas infelismente nem sempre se pode confiar nos homens...como vc mesmo disse: toda regra tem excessão..

bjos!!

Anna Carla disse...

Querida sumida!
Que texto bom de ler!
Identifico-me um pouco com sua vivência porque sou a caçula de dois irmãos homens. Hoje só tenho um, com quem pior afinizo, temos 9 anos de diferença.
Apesar de ter sido paparicada à beça por eles e por brincar de Susi (sou do tempo da Susi nêga) como eu era mais nova e tinha de ficar com eles para minha mãe trabalhar, fiz parte do bando meio na marra. Passei por isso, empinei pipa, joguei queimada, polícia e ladrão, carrinho de rolimã, taco e também presenciei inúmeras DRs (discussão de relação) dos meus irmãos com seus amigos e observo que hoje que eles conservam amigos verdadeiros desde aquele tempo!
Talvez por isso, por tudo que aprendi neste convívio com universo masculino, eu tenha um jeito diferente de lidar com minhas amizades.
Tenho poucas amigas, pouquíssimas eu diria!
Amiga de verdade é aquela com quem se pode ser homem de vez em quando, no bom sentido, de discutir, falar as verdades pra se resolver, uma amizade que passa por isso está fadada ao sucesso.
Coloquei uns dias atrás no Caderno um vídeo da Fernanda Montenegro falando sobre amizade em que ela diz em outras palavras que pra ser amigo ter que ter CULHÃO, ou seja, tem ser um pouco macho na essência.
Ah, estou ensaiando pra começar a escrever ficção.
Passa lá no blog, saudades dos teus comentários pertinentes.
Beijo grande!

Samantha Steil. disse...

pois é minha nega!
li tudinho tudinhp, linha por linha e ó, chego a seguinte conclusão.



tbm sou marciana, se te consola.
acabo de "perder" (entre aspas, por que não tive) mais mulheres na minha vida.



bemfeito pra mim, que resolvi me adaptar quando na verdade não existe como se modelar ao que não tem forma...




e bora que bora
agora de nome limpo
ohohohohohohoho



bjos

O Lobo-Mau disse...

homens caninos...
humm...gostei
mas q bom q vc dá o devido valor a amizade, agente nunca sabe quando irá encontrar alguem q daria a vida pela gente...