boa sorte !

Eu sei...

O ideal seria ficar na sua vida igual poeira, me espalhar em silêncio, não atrapalhar teus planos e rumos. Talvez você me deixasse amar assim distante. Talvez te causasse orgulho, um amor humílimo, pobre de conseqüências.
Mas eu quis tão mais... Quis muito... e de tudo, ficaram só vestígios...

Eles grudaram em certas coisas que dividíamos e agora ficarão comigo, morando geladas na minha garganta.

Você sim soube se espalhar, empoeirou minha vida, você ficou. Ocupamos agora um mesmo lugar no vazio de mim.


Eu te arrasto por aí... Você pesa...


Queria te abandonar como um dono malvado que arrasta seu cão em uma coleira e de repente o solta no meio da multidão e foge.

Mas você fugiu antes, quando eu limava “nossos” sonhos e enfeitava “nossos” planos; enquanto eu juntava aqui dentro as moléculazinhas de esperança e de medo. Explodiram... Você sequer soube, nem pode imaginar.


Eu sei. Eu quis demais... Levou o que podia de mim (em forma de sonhos), levou minha tendência a estar sempre distante das coisas, levou minha crença e minha fortaleza.

Deixou esse gaguejamento, esse sem-fim de mini cacos dentro do peito, arranhando.

Deixou você, que eu guardo... Que eu escondo... Que eu tento apagar...


by 'fuckin´princess'

2 comentários:

fuckin princess disse...

Amei!!!!
Não poderia ter ficado melhor!!!
Me sinto honrada por estar fazendo parte desse seu "mundo" virtual...

Vivi Floripi disse...

...my pleasure...