como resistir...

o mundo gira... o mundo é pequeno... e o mundo é meu...
o meu mundo.


'DEUS ME DÁ TUDO Q EU QUERO QUANDO ELE QUER' diz um amigo.

e é verdade. mas eu quero tudo. ao mesmo tempo. agora.

não consigo não ficar nervosa perto dele... ainda mais enquanto ele a beija.
minha mão sua. eu perco o controle. começo a ter uns 'chiliques internos' q se expressam com uma mão fechada. ou um serrar d dentes. um gole gigante.
é fato. me sinto dele. e ela me incomoda.

mas eu sou uma mulher forte ! sei me controlar mesmo bêbada numa festa.
mesmo vendo como ele me olha por detrás dela... e como ela nota e faz d tudo pra chamar a sua atenção.
mesmo quando ele não disfarça e acende meu cigarro enquanto eu peço isqueiro pra todos MENOS pra ele.

mas ele é vira-lata... ele não sabe se comportar... e mais uma vez me segue... e me olha com aquele sorriso...
e diz q me quer ! e q me quer agora.
como ser forte ? como ter classe ? como não dizer eu quero mais ?
-mas e ela ???

-eu t pego !

-eu duvido !

basicamente foi isso...
não me deu tchau... me disse no ouvido -em 15'' na porta !
eu não respondi... não consegui... nem sim nem não... só um sorriso enquanto ele me olhava... e ia atrás dela em direção a porta.
foram 15'' d dúvida.
quero q ele me ame. e ele quer me fuder !
eu não quero assim. mas eu quero tanto. e quero agora.
quando eu sai ele já estava lá.
não foi diferente. foi complicado e perfeitinho. como das outras vezes...
mas foi sincero...
foi tudo muito sincero.
-não gostei desse perfume novo... [aposto q foi ela q escolheu]


ainda bem q já estava em pé...
mas parece q fiquei esse tempo todo esperando por ele...
perto daquela curva...



Eu dizia "Apareça"... Quando apareceu não esperava...
Um dia me beijou e disse: "Não me esqueça"...
Foi embora... E só esqueci, metade...
Que bom que eu não tinha um revólver...
Quem ama mata mais com bala que com flecha...
Ela deixa um furo. E a porta que abriu jamais se fecha...
Nada disso tem moral nem tem lição...
Curto as coisas que acendem e apagam. E se acendem novamente em vão...
Será que a gente é louca ou lúcida? Quando quer que tudo vire música?
De qualquer forma não me queixo...
O inesperado quer chegar... Eu deixo...
E a gente faz e acontece nessa vida...
Nessas telas... Nessas bagatelas...

[parece até q essa música chamou essa situação... e a situação chamou a música]

4 comentários:

Aline Tolotti. disse...

Ui.

Fuckin' princess disse...

ai ai ai [suspirosssssss]

Clementine disse...

Were you born to resist or to be abused?

é isto.

que linda descrição.
vc o quer. e ele te quer.
então se queiram e se fodam.
mas você sabe quem sempre se fode mais...

beijo

Aline Tolotti. disse...

Te juro.
Foi o último dos moicanos que iria imaginar ser coadjuvante da história.

Ui.

(voltando...)